Fibras estruturais

FIbras e outros estruturantes são utilizados em elementos estruturais que ocasionam a redistribuição de esforços e tensões, minimizando fissuras, craquelamentos e rupturas. São utilizados em pisos industriais, pavimentos de concreto, paredes de túneis, pontes e viadutos. Também são aplicados como reforço de sistemas de impermeabilização in loco.

Materiais sugeridos:

FIBROMAC 12

FIBROMAC 12.jpg

FibroMac® 12 é uma fibra de polipropileno produzida a partir de multifilamentos indicada
para o reforço de concretos e argamassas com a finalidade de gerar um composto
homogêneo e controlar a fissuração por retração.

FIBROMAC 6

FIBROMAC 6.png

FibroMac® 6 é uma fibra de polipropileno produzida a partir de multifilamentos indicada
para o reforço de concretos e argamassas com a finalidade de gerar um composto
homogêneo e controlar a fi ssuração por retração.

TUF-STRAND-SF

TUF-STRAND SF.png

As fibras estruturais TUF-STRAND-SF, compostas por um blend de polipropileno/polietileno, são patenteadas e podem ser utilizadas em uma variedade de aplicações para substituir com sucesso as fibras de aço e as telas soldadas. A TUF-STRAND-SF foi desenvolvida para proporcionar maior ancoragem na matriz do concreto, garantindo reforço tridimensional, ganho de resistência pósfissuração, resistência ao impacto, à fadiga e controle das fissuras de retração. A TUF-STRAND-SF cumpre com as principais normas de especificação e desempenho e suas dosagens podem variar de 1,8 a 12 kg/m³, dependendo dos requisitos técnicos de cada projeto.
 

Vantagens e usos
- Resistências equivalentes a telas soldadas e fibras de aço;
- Melhor controle da retração, inibindo o surgimento de fissuras e reduzindo a segregação;
- Fornece reforço tridimensional ao concreto;
- Em concretos projetados reduz o desgaste dos equipamentos e reflexão;
- Aumenta durabilidade, resistência ao impacto e à fadiga;
- Proporciona tenacidade à flexão;
- Reduz a exsudação no concreto;
- Reduz o custo operacional quando comparado com telas soldadas;
- Fácil adição e alta dispersão no concreto;
- Atende à ASTM C1116 e testado de acordo com as normas EN 14651, ASTM C1399, ASTM
C1550 e ASTM C1609;
- Aplicável para projetos conforme a ACI 360 R-10 e TR-34;
- Certificado para uso pela UL/ULC para a série D900 de Steel Decks como alternativa para tela soldada;
- Resistente à corrosão e à alcalinidade, reforço não-magnético e não-condutivo.
- Pisos industriais;
- Pavimentos Rodoviários;
- Concreto projetado;
- Steel-decks;
- Radiers;
- Aplicações em overlays;
- Capeamentos de laje;
- Estruturas pré-moldadas de concreto/argamassa.